Google+
25.jpg

N o período de 21 a 27 de março, o Projeto ‘Organizações da sociedade civil do Nordeste incidindo sobre mecanismos de participação e controle social para a efetivação de políticas públicas’ recebeu a missão de monitoramento designada pela Delegação da União Europeia, na presença do consultor argentino Fernando Mercau, com a perspectiva de conhecer as ações desenvolvidas pelo Projeto executado pela Casa Pequeno Davi e a Rede de Educação Cidadã, nos estados da Paraíba e do Ceará, co-financiado pela União Europeia.

A missão compreendeu em reuniões com a equipe de coordenação de execução do projeto e educadores/as e visitas inloco às comunidades da Zona da Mata/PB em municípios de João Pessoa e Conde, com representantes de organizações sociais do meio rural e urbano, e na região da Borborema/PB, em Campina Grande, com representantes de grupos sociais dos meios rurais e urbanos da Borborema e do Sertão paraibano.

A equipe de coordenação do projeto considera que a missão cumpriu sua finalidade, dialogando de forma aberta e estruturante, estando presente nas diversas dimensões de ações do projeto. De acordo com Ronildo Monteiro, coordenador do Projeto, a missão foi muito exitosa em sua perspectiva e trajeto de reuniões, inclusive com a representação das organizações sociais.

“Constatou-se a desenvoltura das ações nas cinco regiões, três da PB e duas do CE, conforme programadas, realizadas de forma participativa e com uma avaliação confortável dos educadores/as, coordenação e participantes”, avalia Ronildo.

As reuniões com a representação das organizações sociais, autenticou as informações apresentadas no relatório intercalar 2017, de onze meses de execução do projeto, e no relatório financeiro; a presença da Rede de Educação Cidadã, como movimento social importante no contexto nacional adverso atual; e o equilíbrio de sinergias entre as organizações sociais que estão gerindo e executando o projeto.

Melhorar a intervenção

As formações sobre o Ciclo de Advocacy foram apontadas, por representantes das organizações, como fundamentais para ajudar a organização, bem como animar para continuar na luta. “As ações do projeto, de advocacy, ajudaram a nossa organização se animar a continuar lutando”. “O projeto deu uma força para que a juventude fosse reconhecida no assentamento”. São depoimentos que expressam e ratificam a importância das ações do projeto para o empoderamento das lideranças de segmentos sociais.
As ações do Projeto favorecem o entendimento por parte dos grupos e organizações sociais, da necessidade e importância de estarem revendo suas missões, objetivos, finalidades e sua presença como mobilizadoras de transformações sociais.

Outro ponto relevante proporcionado pela missão foi que colaborou com recomendações para a melhor intervenção do projeto nas realidades dos territórios onde atua. Considerando a importância de sistematizar as riquezas de informações que o Projeto está gerando através da atuação com diversos segmentos sociais (juventudes, assentados/as da reforma agrária, catadores/as de materiais recicláveis, quilombolas, mulheres e outros). A importância de ampliar parcerias, incluindo o segundo setor, o qual pode colaborar com iniciativas de sustentabilidade para as organizações sociais e de promover incidências políticas de abrangências territoriais mais amplas, ultrapassando as fronteiras locais, como incidências estaduais.

Em seu segundo ano de execução, dentre seus eixos, o Projeto compreende atividades de formação para a incidência política e realização do diagnóstico das organizações sociais, iniciativas para incidir, reivindicar direitos das populações envolvidas e gerar ânimos para organizações, em realidades de vulnerabilidades sociais, que estavam meio adormecidas em suas finalidades.

{ 0 comments }

A comunidade da Ilha do Bispo foi contemplada com a revitalização da horta e a criação do jardim no Centro de Referência em Educação Infantil Maria José de Miranda Burity. Uma ação do Projeto Ilha de Direitos – Fase II: estratégias em Advocacy pela infância na Ilha do Bispo realizado em João Pessoa, Instituto InterCement com a execução das atividades pela Casa Pequeno Davi, em parceria com a Rede Amiga Ilha do Bispo.

Na entrega, realizada no dia 21 de março, a participação das crianças, gestores, famílias e instituições, além das presenças do representante da Fábrica, Jossandro Marques e da consultora do Instituto Intercement, Jordânia Furbino que acompanha o Projeto.

“Com foco na importância da alimentação saudável para o desenvolvimento da infância na Creche da Ilha do Bispo, todo o processo de revitalização da horta e criação de jardim para acontecer contou com parcerias importantes”, explicou a coordenadora do Projeto, Cristiane Freire.
Além do próprio CREI que abraçou a proposta e contribuiu no fazer de toda a ideia, a ação contou também com a parceira da Prefeitura Municipal de João Pessoa, através do Centro de Estudos e Práticas Ambientais – CEPAM/BICA/SEMAM, setor coordenado pela professora Neide Martins que realizou todo o apoio técnico, ainda da artista voluntária Priscila Lima, conhecida como Pri Witchi na pintura do painel/paredes.

{ 0 comments }


No dia 21 de março, o Projeto Ilha de Direitos – Fase II: estratégias em Advocacy pela infância na Ilha do Bispo, em João Pessoa, entrega a horta revitalizada e a criação do jardim do Centro de Referência em Educação Infantil Maria José de Miranda Burity. O evento acontece às 9 horas, com a participação de autoridades, apresentação de crianças e plantio de mudas.

O Projeto é realizado pelo Instituto InterCement com a execução das atividades pela Casa Pequeno Davi, em parceria com a Rede Amiga Ilha do Bispo e na sua segunda edição, continua ampliando suas ações.
Com foco na importância da alimentação saudável para o desenvolvimento da infância na Creche da Ilha do Bispo, todo o processo de revitalização da horta e criação de jardim para acontecer contou com parcerias importantes.

De acordo com a coordenadora do Projeto, Cristiane Freire, além do próprio CREI que abraçou a proposta e contribuiu no fazer de toda a ideia, contou-se também com a parceira da Prefeitura Municipal de João Pessoa, através do Centro de Estudos e Práticas Ambientais – CEPAM/BICA/SEMAM, setor coordenado pela professora Neide Martins que realizou todo o apoio técnico, ainda da artista voluntária Priscila Lima, conhecida como Pri Witchi na pintura do painel/paredes.

A participação das famílias foi importante com a contribuição na captação das garrafas pet e voluntários jovens nas pinturas e jardinagem. “Vale destacar que todo material para a revitalização foi doação, além de “sobras” de uma obra e do apoio direto da Fábrica de Cimento Intercement UP/JPA”, explica Cristiane.

{ 0 comments }

Acolhida às crianças e adolescentes

by @administracao 30.01.2018
Thumbnail image for Acolhida às crianças e adolescentes

A colher, palavra tão pequenina e tão grande em seu valor. Aconchegar, abraçar, criar laços, estar presente, incluir, ato de amor. Assim, preparamos com muito carinho a chegada de nossos […]

+

Pela infância: foco em advocacy e fortalecimento das parcerias na Ilha do Bispo

by @administracao 27.12.2017

Como continuidade de um projeto anterior com foco na primeiríssima infância, o Projeto Ilha de Direitos – Fase II: estratégias em Advocacy pela infância na Ilha do Bispo, em João […]

+

Campanha amplia espaços de divulgação

by @administracao 12.12.2017
Thumbnail image for Campanha amplia espaços de divulgação

D esde o seu lançamento em julho nos estados da Paraíba e do Ceará, a campanha “Quando o povo se junta, o poder se espalha” vem buscando ganhar visibilidade junto […]

+

Projeto apoia a participação e controle social para a efetivação de políticas públicas

by @administracao 03.11.2017
Thumbnail image for Projeto apoia a participação e controle social para a efetivação de políticas públicas

O‘Projeto Organizações da sociedade civil do Nordeste incidindo sobre mecanismos de participação e controle social para a efetivação de políticas públicas’, desenvolvido através da parceria da Casa Pequeno Davi com […]

+

V Feira da Cidadania tem como tema “Pela paz, nenhum direito a menos”

by @administracao 19.10.2017
Thumbnail image for V Feira da Cidadania tem como tema “Pela paz, nenhum direito a menos”

N o próximo sábado (21), a Rede de Proteção à Criança e ao Adolescente do Roger e Varadouro promove a V Feira da Cidadania do Roger e Varadouro com o […]

+

Palco Aberto apresenta ‘Antes arte do que tarde’

by @administracao 02.10.2017
Thumbnail image for Palco Aberto apresenta ‘Antes arte do que tarde’

N a sexta (06), a Casa Pequeno Davi promove mais um evento Palco Aberto. Dessa vez uma feira de arte e cultura ‘Antes artes do que tarde’ com o objetivo […]

+

Construindo uma cultura de participação da Comunidade Escolar

by @administracao 12.09.2017
Thumbnail image for Construindo uma cultura de participação da Comunidade Escolar

A Casa Pequeno Davi e o Centro Cultural Piollin realizam no dia 20 de setembro, às 13 horas, na Faculdade Internacional da Paraíba, o Seminário ‘Construindo uma cultura de participação […]

+
Google+