Google+
14.jpg

Encontro Estadual de Adolescentes do Selo UNICEF

by @administracao on 04/09/2019

Adolescentes usam Design Thinking para discutir políticas públicas

N esta terça-feira (03), Campina Grande recebeu meninas e meninos de 80 municípios paraibanos para o Encontro Estadual de Adolescentes do Selo UNICEF. A iniciativa faz parte de uma estratégia de engajamento e mobilização que visa garantir a participação em discussões sobre os direitos de crianças e adolescentes e influenciar as políticas públicas em cada município. Como parte da programação, uma das oficinas abordará a metodologia do Design Thinking para fomentar o pensamento criativo e a ação focada na identificação e resolução de problemas do cotidiano.

O encontro aconteceu no Hotel Slaviero Essencial, das 13h30 às 18h. Nesta edição do Selo UNICEF, cada município participante deve criar o núcleo de cidadania de adolescentes (NUCA), reunindo adolescentes de 12 a 17 anos de idade. É tarefa desse grupo discutir temas importantes para o desenvolvimento municipal e a proteção de direitos de crianças e adolescentes, além de implementar ações junto com organizações locais e a gestão pública municipal. Entre esses temas estão inclusão escolar e aprendizagem, combate ao racismo, direito ao esporte seguro e inclusivo, alimentação saudável e saúde sexual e reprodutiva.

Selo UNICEF – A Edição 2017-2020 do Selo UNICEF conta com a participação de mais de 1.900 municípios de 18 estados brasileiros, que assumiram junto ao UNICEF o compromisso de implementar políticas públicas para redução das desigualdades e garantir os direitos das crianças e dos adolescentes previstos na Convenção sobre os Direitos da Criança e no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Na Paraíba, 169 municípios estão participando da iniciativa. O programa é desenvolvido com o apoio de parceiros e, neste encontro da Paraíba, conta também com o apoio do Consulado Geral do Reino Unido. Para articular e mobilizar os municípios inscritos, na Paraíba, o UNICEF tem a parceria da Casa Pequeno Davi.

Fonte: Assessoria de Comunicação UNICEF)

Fotos: Xico Morais

Previous post:

Next post:

Google+