top of page

Esquecer é permitir, lembrar é combater


O dia 18 de maio é uma data de extrema importância, marcada como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes no Brasil. Essa data foi instituída pela Lei Federal nº 9.970/2000, como forma de mobilizar a sociedade e chamar a atenção para a grave problemática da violência sexual infantojuvenil.


O objetivo principal do dia 18 de maio é conscientizar a sociedade sobre a importância de proteger as crianças e adolescentes contra qualquer forma de abuso ou exploração sexual. Trata-se de uma data de mobilização nacional, na qual diversas instituições, organizações não governamentais, escolas, governos e a sociedade em geral se unem para promover ações de prevenção, informação e enfrentamento dessa realidade cruel.


A violência sexual contra crianças e adolescentes é uma grave violação de direitos humanos e um problema alarmante em todo o mundo. Ela causa traumas profundos e duradouros nas vítimas, afetando sua saúde física, emocional e psicológica. Além disso, a violência sexual também contribui para a perpetuação de ciclos de violência ao longo da vida.



No dia 18 de maio, são realizadas diversas atividades, como palestras, seminários, campanhas de conscientização, debates, rodas de conversa, manifestações culturais e educativas, com o intuito de informar, sensibilizar e mobilizar a sociedade para prevenir e denunciar casos de abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes.


É fundamental que todos se envolvam nessa luta coletiva, assumindo a responsabilidade de proteger as crianças e adolescentes e denunciar qualquer forma de violência sexual que presenciem ou tenham conhecimento. É importante destacar que a denúncia é um ato de coragem e pode ser feita de forma anônima por meio do Disque 100, serviço nacional de denúncias de violações de direitos humanos. Na Paraíba dispomos do Disque 156 e na capital João Pessoa, o Disque 123.


Além disso, é essencial promover ações permanentes de prevenção, como o fortalecimento dos sistemas de proteção, a capacitação de profissionais, a disseminação de informações sobre os direitos das crianças e adolescentes, o incentivo ao diálogo nas famílias e nas escolas, e o combate à impunidade dos agressores.


O dia 18 de maio nos lembra da urgência de enfrentar esse grave problema social, buscando criar uma cultura de proteção, respeito e dignidade para todas as crianças e adolescentes. Cada um de nós tem um papel fundamental nessa luta, seja como pais, educadores, profissionais de saúde, assistentes sociais, membros da comunidade ou cidadãos conscientes. Juntos, podemos trabalhar para que todas as crianças e adolescentes cresçam em um ambiente seguro e saudável, livres de qualquer forma de violência sexual.

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page